História

A Gesbanha foi criada, em Outubro de 1986, por Francisco Banha como empresa de prestação de serviços de contabilidade. Ao longo dos anos, para além da contabilidade, foram sendo adquiridas competências em áreas complementares e que são hoje o core business da empresa, nomeadamente o cumprimento das regras de Corporate Governance através da implementação de uma adequada filosofia de Business Process Outsourcing.

Vinte e cinco anos volvidos, a Gesbanha prepara-se para um novo período de crescimento, num momento em que as outras empresas do grupo consolidam o seu sucesso e perpetuam assim o ímpeto empreendedor desde cedo manifestado pelo fundador deste grupo económico.

 

Órgãos Sociais

Conselho de Administração

Dr. Francisco Banha - Presidente
D. Carminda Redol - Vogal
Dr. Francisco Vieira - Vogal

Assembleia Geral

Dr. Luís Viana Palha da Silva - Presidente
Sr. António Mão de Ferro Mourato - Vice Presidente
Dra. Carla Dias Coelho - Secretária

Fiscal Único

Dr. Fernando Vieira - ROC

 

Organização

A Gesbanha, S.A. tem uma estrutura organizacional actual em que as funções de Gestão são consideradas como um instrumento para facilitar o alcance dos objectivos estabelecidos.
 
Entendemos assim que a nossa estrutura não é mais que um conjunto de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões que, através de uma adequada distribuição dos recursos tem vindo a permitir alcançar de forma optimizada, os resultados estabelecidos pelo plano estratégico.

Na nossa Empresa mais importante que os processos ou as estruturas são as pessoas, evitando que as estruturas constituam barreiras à inovação e à criatividade, o que faz com que:

  • existam poucos níveis hierárquicos, assegurando assim, velocidade nas decisões e permitindo uma mais clara responsabilidade pela tomada das mesmas;
  • seja simples;
  • seja flexível e rapidamente adaptável a novas condições;
  • seja orientada para o mercado.

A nossa estrutura é fundamentalmente apoiada num conjunto de técnicos especialistas (coordenadores) que dirigem e disciplinam o seu próprio desempenho mediante um feedback organizado entre os colegas e clientes, tendo em vista comunicar eficazmente com o mercado.

Compete ao Conselho de Administração efectuar a direcção da Empresa e gerir da melhor forma os recursos, através da transferência dos meios financeiros, humanos, materiais e tecnológicos existentes entre os diversos centros de negócios.

Assim compete ao Conselho de Administração:

  • Definir a missão, objectivos e valores básicos da empresa;
  • Estabelecer o plano estratégico da empresa e gerir os recursos;
  • Estabelecer padrões desejados de mentalidade e desempenho para cada coordenador;
  • Estabelecer políticas gerais que sejam legítimas para toda a empresa;
  • Promover o estabelecimento de novos negócios;

Ficando cada coordenador directamente responsável pelos resultados e desempenho da equipa sob sua direcção, ou seja cada coordenador do centro de negócio, é de facto, o administrador da sua mini Empresa.

Ele desenvolve-se e recomenda os planos estratégicos, operacionais e financeiros, da sua equipe, os quais são aprovados, rejeitados ou sujeitos a rectificações pelo gerente da Gesbanha, S.A.

Estrutura Organizacional


 
Visão & Missão
A nossa Visão e a nossa Missão

Ser uma constante referência na implementação das melhores práticas de Corporate Governance nos nossos clientes, contribuindo assim para um crescimento económico sustentado de Portugal.

Ler mais...
Actuação
  • FOCO NO CLIENTE
  • ESTRUTURA DE SUPORTE
  • TECNOLOGIA E SISTEMAS
  • MELHORIA CONTÍNUA
Ler mais...